Os tipos de molas automotivas: flexão, torção, helicoidais, ar, lâmina e borracha

Home » Molas » Os tipos de molas automotivas: flexão, torção, helicoidais, ar, lâmina e borracha

As molas automotivas são componentes importantes dos veículos, ajudando a suportar o peso e absorver as forças geradas pelas condições de condução adversas.

São usadas para controlar a altura, a estabilidade e o conforto dos veículos. Confira a seguir os principais tipos de molas automotivas e as suas funções.

Tipos de molas automotivas

  • Molas helicoidais: São as mais comuns, sendo utilizadas em muitos veículos de passeio, responsável por absorver as irregularidades, oscilações da pista e grande parte dos impactos recebidos pela suspensão. Elas são feitas de um aço especial enrolado em espiral, ao redor de um eixo imaginário, que se comprime e se expande para absorver impactos e proporcionar estabilidade. Quando estão sendo comprimidas, as molas helicoidais absorvem energia que, ao ser liberada, é controlada pelo amortecedor, que suaviza os movimentos de retorno para a posição original.
  • Molas de flexão: São molas automotivas projetadas para suportar cargas pesadas, sem sofrer deformações, e oferecer uma boa capacidade de absorção a impactos. São feitas de uma barra de metal reta enrolada em si, usadas em veículos pesados, como caminhões e ônibus, e em veículos off-road, como tratores ou jipes. Embora consigam suportar peso sem deformações, as molas de flexão são menos confortáveis do que outros tipos de molas, como as molas helicoidais.
  • Molas de torção: São molas automotivas que fornecem força de torção constante. São feitas de material rígido enrolado em volta de um eixo central formando uma espiral. São usadas em sistemas de suspensão de veículos, máquinas de impressão, dispositivos de armazenamento de energia entre outros. Oferecem força constante de torção, mas não são tão eficientes em absorção de impactos quanto outros tipos de molas.
  • Molas de lâmina: São menos comuns do que as molas helicoidais, mas são usadas em alguns veículos esportivos para melhorar o desempenho. Elas são feitas de uma lâmina de metal plana enrolada em espiral, que se comprimem e se expandem de maneira diferente das molas helicoidais.
  • Molas de duas lâminas: São duas molas enroladas juntas para proporcionar mais estabilidade e suporte. São comumente usadas em veículos pesados como caminhões e ônibus.
  • Molas de ar: São menos comuns do que as outras molas, mas são utilizadas em alguns veículos de alto desempenho para melhorar o conforto dos passageiros. Elas são preenchidas com ar e podem ser ajustadas para diferentes níveis de rigidez.
  • Molas de borracha: São usadas em veículos com suspensão a ar, onde proporcionam amortecimento e suporte simultaneamente. São feitas de borracha e são mais duráveis.

Em suma, cada tipo de mola automotiva tem as suas próprias características e funções específicas, mas todas são projetados para fornecer estabilidade, conforto e segurança aos passageiros dos veículos. Ao escolher as molas certas para o seu veículo, é importante considerar suas características e as necessidades dos passageiros.

Companhia Brasileira de Ferro e Aço – CBFA

A CBFA fabrica molas helicoidais de compressão para diversos segmentos e aplicações, com os mais altos padrões de qualidade e tecnologia em processos modernos e padronizados.

As molas são fabricadas com aços especiais e passam por testes de durabilidade, resistência à tração, compressão e fadiga, homologados pela ISO 9000:2015, seguindo normas nacionais e internacionais.

Clique aqui para acessar o site da empresa, consultar as informações e entrar em contato com a equipe da CBFA.

Últimas postagens

Categorias

Gostou do nosso post? Compartilhe em suas redes sociais!

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
WhatsApp
Telegram
Email
Print

×

Carrinho