Como as molas ferroviárias contribuem para o conforto dos passageiros

Home » Molas » Como as molas ferroviárias contribuem para o conforto dos passageiros

As molas desempenham um papel crucial na segurança de quaisquer veículos e os trens não são uma exceção.

Dentre suas várias funções, certamente destacam-se as de trazer estabilidade ao veículo, absorver os impactos para evitar danos e a suspensão.

Mas há uma função implícita nessas outras que é comumente esquecida: a de trazer conforto aos passageiros. Como isso acontece? Quais outras funções as molas podem desempenhar? Existe mais de um tipo de molas? Para essas e outras respostas, leia até o final e aprenda um pouco mais sobre este assunto que é bem mais abrangente do que aparenta!

O que são molas ferroviárias?

Dividindo essa pergunta em partes e simplificando bastante, é possível dizer que uma mola é um objeto, normalmente de metal, capaz de armazenar energia mecânica. O tipo mais comum e conhecido é o helicoidal, compostas por um fio de aço enrolado em forma de espiral, mas existem vários tipos e formatos, cada um adequado a uma função ou necessidade.

As ferroviárias, como o nome já diz, são molas utilizadas no contexto ferroviário, seja diretamente nos trens (nos vagões, nos sistemas de amortecimento, freios, suspensões…) ou em outras aplicações, como cruzamentos, sistemas de acoplamento ou sinalização, por exemplo.

Qual a função das molas ferroviárias?

A função de cada mola varia de acordo com seu tipo, e existem vários. Veja uma lista dos principais com suas respectivas descrições e aplicações:

  • Molas helicoidais: como já foi explicado, são o principal tipo. É feita de um fio de aço enrolado em espiral. Comumente usadas em suspensões de vagões e locomotivas;
  • Molas de torção: são formadas por um fio enrolado em torno de um eixo, bastante similar às molas helicoidais, mas a força é aplicada na torção da mola, que se esforça para retornar ao formato original. São geralmente usadas em sistemas de travagem e suspensão;
  • Molas de lâmina: são compostas por várias chapas de aço temperado umas sobre as outras e fixadas. Quando uma força é aplicada sobre uma das extremidades, ela se curva, gerando o efeito de mola. São usadas em suspensões de vagões e locomotivas, assim como em sistemas de amortecimento;
  • Molas pneumáticas: por se tratarem de uma câmara de ar pressurizada, que se expande e contrai para gerar o efeito de mola, elas também são conhecidas como molas de ar. São usadas em suspensões de alta velocidade e sistemas de freio;
  • Molas de borracha: são feitas de borracha sintética, projetadas para absorver impactos e vibrações, reduzindo a transmissão delas para os trens. São usadas em sistemas de amortecimento de vibrações e choques.

Se quiser entender um pouco melhor sobre outros tipos de mola, processos de fabricação e composição delas, não deixe de conferir nosso artigo sobre o tema agora mesmo!

Como as molas contribuem para o conforto dos passageiros?

A essa altura, já é possível ter uma boa noção da contribuição que elas têm para o conforto dos passageiros, não é mesmo? Além de proporcionar segurança às viagens, reduzindo danos e impactos, molas de qualidade e bem-projetadas são imprescindíveis ao conforto de passageiros.

Elas permitem transporte seguro, com uma baixa incidência de choques ao longo do trajeto, estabilidade do veículo, redução de ruídos e vibrações incômodas ou inconvenientes, além de controlar a suspensão, garantindo uma viagem mais suave e tranquila aos passageiros.

Sabe onde encontrar as molas da melhor qualidade, além de eixos, rodeios, tubos de aço trefilados ou industriais e outros produtos? Na CBFA, que dispõe não só da qualidade dos seus produtos, mas também de ótimos prazos de entrega, flexibilidade de negociação e excelente atendimento.

Clique aqui agora mesmo e confira!

Últimas postagens

Categorias

Gostou do nosso post? Compartilhe em suas redes sociais!

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
WhatsApp
Telegram
Email
Print

×

Carrinho